Luiza Fiorese, bronze nos Jogos de Tóquio, participa do Festival Paralímpico em Colatina neste sábado

O Festival Paralímpico Loterias Caixa, evento destinado a crianças de 8 a 17 anos, com e sem deficiência, chega à sua terceira edição neste sábado, 4, das 8h30 às 12h, em 70 localidades pelo país em 26 unidades da federação. O evento é idealizado e organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), e somadas as edições de 2018 e 2019 reuniram mais de 17 mil crianças. O Festival também celebra o Dia Nacional do Atleta Paralímpico, comemorado em 22 de setembro. No entanto, por conta da pandemia de Covid-19, o evento foi adiado e acompanhará o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (3 de dezembro).

A jogadora de vôlei sentado e medalhista de bronze nos Jogos de Tóquio, Luiza Fiorese, retorna ao seu Estado natal para participar do evento na cidade de Colatina. “O quanto antes conseguirmos mostrar que pessoas com deficiência podem fazer o que quiserem, inclusive praticar esportes, melhor. O Festival Paralímpico permite que a gente comece a entender esse pensamento desde cedo. Inclusão vai muito além de construir rampas. Inclusão é também colocar pessoas com e sem deficiência no mesmo ambiente praticando de forma igualitária”, ressaltou a jogadora. Luiza conheceu o paradesporto por causa da abordagem de uma atleta paralímpica do vôlei sentado e valoriza este momento de interação. “Esse pode ser o início da carreira de um campeão paralímpico, ou só um momento de diversão para mostrar que temos capacidade de fazer tudo! Além disso, o contato das crianças com alguns atletas de alto rendimento é fundamental pra que eles possam se sentir representados e saber onde podem chegar também.”