Sete fatos sobre o nadador Gabriel Bandeira que prometem um Mundial incrível para o Brasil

Sete fatos sobre o nadador Gabriel Bandeira que prometem um Mundial incrível para o Brasil

Você já deve ter ouvido falar do jovem Gabriel Bandeira, um dos principais nomes da nova geração do esporte paralímpico no país.

por Mônica Valentin | jun 10, 2022 | Gabriel Bandeira, Notícia, Notícia Destaque

O atleta de 22 anos conquistou quatro medalhas nos Jogos de Tóquio nas provas de natação, pela classe S14 (para atletas com deficiência intelectual). Essa semana, Gabriel está na Ilha da Madeira, em Portugal, onde disputa a partir de domingo, 12, o Campeonato Mundial da modalidade. 

Gabriel praticou natação convencional por quase 10 anos. Com pouco mais de dois anos de trajetória no esporte paralímpico, ele coleciona feitos que impressionam. Preparamos uma lista para você saber mais sobre esse novo talento nas piscinas.

1 – É recordista mundial na prova dos 100m borboleta. Conquistou a marca em maio deste ano no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação, com o tempo de 54s18;

2 – É Recordista Paralímpico também na prova dos 100m borboleta, conquistado nos Jogos de Tóquio;

3 – Possui 5 recordes das Américas (100m livre, 100m costas, 100m borboleta, 200m livre, 200mm medley);

4 – Está invicto na piscina de Funchal (em Portugal) onde disputará a competição. Em maio de 2021 disputou o Aberto Europeu na mesma piscina onde acontecerá o Mundial.  Venceu todas as provas;

5 – Gabriel participou de quatro competições paralímpicas no ano de 2022. Entre disputas nacionais e internacionais, ele disputou 23 provas e conquistou 22 pódios. Ou seja, só não subiu ao pódio uma vez. Todas as participações foram focadas na preparação para o Mundial de Portugal;

6 – Em 2022 ele conquistou:
16 ouros
4 pratas
2 bronzes

7 – No Mundial, que começa neste domingo, ele disputa 7 medalhas:  200m livre, 100m costas, 100m peito, 200m medley e 100m borboleta, além dos revezamentos 4×100 livre e 4×100 medley.

“A aclimatação está muito boa. Consegui me adaptar ao fuso horário rápido. Tenho descansado bem, fiz treinos muito bons. Meus tempos estão saindo fácil. A piscina é ótima, parece que é rápida. Acho que a competição vai ser muito boa. Vou disputar sete provas. Estou bem animado paro os 200m livre, no domingo, dia da minha estreia. É cansativa por ser longa. Mas meu estilo de crawl está muito bom, consegui encaixar bem. Espero um bom resultado” explica Gabriel. 

O campeonato Mundial acontece entre os dias 12 e 18 de junho, na Ilha da Madeira, e será transmitido pelo youtube do Comitê Paralímpico Internacional. 

A equipe brasileira terá 29 nadadores em busca de medalhas. Na última edição da competição, realizada em Londres, em 2019, o Brasil terminou em 11º lugar no quadro de medalhas, com cinco ouros, seis pratas e seis bronzes, e um total de 17 pódios. A Itália ficou com a primeira colocação no geral com 20 ouros, Grã-Bretanha terminou em segundo (19 ouros), e a Rússia (18 ouros) em terceiro.Este será o maior evento paradesportivo já realizado em Portugal. O Mundial estava inicialmente marcado para setembro de 2021, mas devido ao adiamento dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, a competição foi reagendada para este ano.